Homens que são como Lugares mal Situados

Homens que são como Lugares mal Situados foi publicado no verão de 1998, quando Daniel Faria tinha vinte e sete anos. O poeta viria a morrer cerca de um ano depois, no Mosteiro Beneditino de Singeverga, onde era então noviço. Os poemas deste livro procuram entender o mal estar dos homens de forma a perdoar a todos nós, por também o sentirmos. Luminosa expedição à sombra.